quarta-feira, 9 de março de 2016

Micro e pequenas empresas: o desafio de uma marca forte

Na semana passada, em nossa primeira publicação sobre a importância de uma boa marca, escrevemos sobre a força de uma marca nas grandes empresas. Hoje vamos tratar deste assunto, mas com o foco voltado para as micro e pequenas empresas.

Para estes casos, a ideia tem a mesma essência. Não limite-se a fazer “qualquer coisa” como marca da empresa, pensando que, em breve, será possível remodelar. É fundamental buscar por um serviço profissional para a criação do logotipo e da identidade visual. Cores, linhas, símbolos e significados. Estes, e muitos outros elementos, são indispensáveis para a criação de sua marca. São eles que afetarão diretamente no sub e no consciente de seu público alvo. Alterações e remodelagens são detalhes para se pensar mais adiante...

E quais são os pontos para serem levados em consideração na hora da construção de uma marca que possa ser considerada forte? Deixamos aqui estas cinco dicas:

5 passos para construir uma marca forte

 

1. Defina os objetivos: Uma marca terá sua força, com certeza. Mas uma boa estruturação inicial da empresa, levando como compromisso, fatores como Estratégia, Posicionamento e Atributos, são características que tornarão a sua empresa um diferencial frente ao mercado.

2. Escolha com coerência: Na hora de escolher o design de sua marca, seja coerente com o que você pretende comunicar. Lembre-se: você precisa transmitir originalidade e confiança. Assim, sua marca irá carregar a importância de seu trabalho. A sua marca precisa estar totalmente ligada com o seu foco de seu trabalho.

3. Desenvolva a identidade: logotipo e marca são coisas diferentes. Você precisa das duas. Para que sua marca exista e seja corretamente aplicada, faz-se necessário trabalhar a identidade da empresa, seja ela verbal (escrita/mensagem que irá orientar o discurso) quanto visual (linguagem, tipografia, cores, estilo, entre outros elementos). Todos eles devem ser coerentes, são informações que devem conversar entre si.

4. Ative de maneira planejada: “Ativar uma marca” significa dar vida a ela por meio de sua implantação ou lançamento. Porém, isso não deve acontecer sem um planejamento! Vale levar em conta o impacto da ação, em relação à dificuldade e o custo do planejado. Para isto, sempre é bom jogar tudo no papel...

5. Faça uma boa gestão: Os pontos de contato onde a marca aparece precisam ser observados, pois só assim é possível alinhá-los para que comuniquem os atributos definidos anteriormente de maneira uniforme. Para construir valor é fundamental estar no controle, avaliando como anda a comunicação e fazendo os ajustes necessários para um desenvolvimento consistente.

E se a marca já é forte? Que tal uma reformulação? Acompanhe, em nossa próxima publicação: Estudos que podem viabilizar o redesenho de sua marca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário