sexta-feira, 18 de março de 2016

Estudos que podem viabilizar o redesenho de sua marca

Em nossas publicações anteriores, trouxemos informações e dicas sobre a elaboração de uma marca forte, tanto para grandes empresas, como também para micros e pequenos empreendimentos.

Com o passar do tempo, diversos fatores passam a interferir na relação entre o que a sua marca comunica e o que a sua empresa realmente é. Assim, precisamos levar em conta o rebrand.

Rebrand é o termo utilizado quando do reposicionamento de uma marca através da reformulação de sua plataforma. Essas novas “aplicações” têm como objetivo chamar atenção do público, reconquistando seus clientes e até mesmo colocando-se no mercado para a conquista de uma nova clientela.

Mas quando é necessário reposicionar?

Alguns pontos se destacam na hora da análise. Para um rebrand, leva-se em consideração:
- Sua marca e o posicionamento da sua empresa diante do mercado já não estão relacionados;
- Está perdendo visibilidade da empresa perante a concorrência;
- Fatos contemporâneos trouxeram conotação negativa à sua marca;
- Seu logotipo está complexo, dificultando ao cliente a visualização e memorização;
- E em casos especiais, sua empresa está passando por um processo de fusão.

Esse reposicionamento de marca traz inúmeras vantagens e pontos positivos para a empresa. Mas não deve ser visto como a primeira opção de fuga. Em casos extremos, os resultados podem sem decepcionantes. Portanto, planeje!

Antes de qualquer ação, ter um bom planejamento é fundamental para o sucesso. Nós precisamos criar uma estratégia de divulgação do novo posicionamento para todas as redes e mídias de interesse de suas personas. E não esqueça, na hora de reformular a sua marca, é no mínimo interessante que essas mudanças sejam executadas por quem realmente entende...

Continue nos acompanhando em nossas redes sociais. Na próxima semana, traremos aqui um texto sobre Construção ou reformulação de marca: a escolha de bons elementos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário